Palmares, 29 de novembro de 2021

Carta circular n.º 003/2021

16 de outubro de 2021   .    Visualizações: 99   .    Notícias da Igreja

Palmares, 17 de outubro de 2021.

 

Carta circular n.º 003/2021

 

Sinodalidade é essencialmente “caminhar juntos”.

 

A todos os sacerdotes, diáconos, seminaristas, religiosas, agentes de pastoral e Povo de Deus em geral

“Ter ouvidos, escutar, é o primeiro compromisso. Trata-se de ouvir a voz de Deus, perceber a sua presença”.

No simpósio da Igreja de Roma, em reunião já em preparação para a caminhada sinodal, o Papa Francisco diz que não se pode confundir o verdadeiro sentido de sinodalidade, que é “caminhar juntos” e diz ainda que: “Ter ouvidos, escutar, é o primeiro compromisso. Trata-se de ouvir a voz de Deus, perceber a sua presença”.

A Igreja prepara-se para viver um novo sínodo, e mais uma vez, o santo Padre nos pede que o processo da escuta seja vivido, pois essa é a primazia do “caminhar juntos”, como filhos e filhas, que se abrem ao diálogo recíproco para construir uma Igreja mais fraterna e que se põe a ouvir os apelos de Deus para que a missão genuína do povo que vive como comunidade cristã seja vivida. Nesse mesmo sentido, Francisco ainda acrescenta que: “a sinodalidade expressa a natureza da Igreja, a sua forma, o seu estilo, a sua missão. E por isso falamos de Igreja sinodal, evitando, no entanto, considerar que seja um título entre outros, um modo de pensá-la que prevê alternativas”.

É necessário estarmos atentos para as questões divergentes que muitas vezes levam a Igreja a fragmentar-se. Não devemos nos amedrontar diante dessas situações pois, Deus conhece bem nossos corações e nos dará sabedoria para construir um diálogo sadio e fraterno, priorizando a vivência divina em meio à Igreja.

O Espírito Santo nos toma uma unidade, logo, não podemos caminhar sozinhos, isolados uns dos outros. “Sempre existirão intrigas, discórdias, pois somos seres que têm opiniões que divergem, pensamentos e ideias sempre vão nos levar a discordâncias, porém devemos nos deixar guiar por de Deus. Sempre haverá discussões”, alerta Francisco, mas as soluções devem ser buscadas “dando a palavra a Deus”.

Às vésperas de celebrarmos os 60 anos de criação de nossa Diocese, atendendo o que pede o Santo Padre e em comunhão com o Sucessor de Pedro realizaremos um caminho sinodal, uma grande assembleia do Povo de Deus, orientada à luz do Evangelho para prosseguirmos nossa caminhada pastoral.

É importante que o Sínodo seja muito bem preparado com a colaboração de todos, procurando-se consultar o nosso bom povo, sentindo suas preocupações, seus anseios e suas esperanças, de forma que todo o trabalho do Sínodo se desenvolva com a participação do maior número possível de fiéis diocesanos.

Que todos os queridos diocesanos procurem rezar e oferecer generosos sacrifícios para o feliz êxito do Sínodo que devemos considerar um dos grandes eventos para a Igreja.

Que todas as graças que promanam do Sagrado Coração de Jesus, sejam derramadas sobre nossa inteira Diocese de Palmares.

Dom Fernando Barbosa dos Santos, CM
Bispo Diocesano.

FacebookWhatsAppTwitter