Palmares, 17 de abril de 2024

Vamos nos planejando: Viver bem a Santa Quaresma

11 de fevereiro de 2021   .    Visualizações: 640   .    Palavra do Bispo

Amigo, está para começar a Santa Quaresma.

Você já sabe muito bem: trata-se de um tempo de preparação para a Páscoa do Senhor, a maior, mais solene e mais sagrada de todas as festas cristãs.

A preparação quaresmal consta de quarenta dias de penitência, sobretudo na alimentação… É esta a marca característica do tempo quaresmal: a abstinência total ou parcial de certos alimentos! E isto tem uma razão: alimentar-se para preservar a vida é nosso instinto fundamental. Neste caso, o alimento como que simboliza tudo quanto mantém a nossa vida: cada, saúde, amigos, trabalho, status, fama, família… Ora, o homem não vive somente de  pão (destas coisas), mas da Palavra de Deus!

Assim, a Quaresma consta de quarenta dias, excetuados os domingos, nos quais é proibida qualquer penitência por ser dia da Ressurreição. Por isso mesmo, os dias de penitência vão até o Sábado Santo, fechando o número quarenta.

Mas, esta preparação pascal não é à toa; deve purificar-nos de corpo e alma para celebrar santamente a Páscoa. Então, como bem viver a Quaresma? A constante Tradição da Igreja no-lo ensina, dando-nos algumas armas para esse tempo de combate espiritual. Ei-las:

(1) A oração. Devemos acrescentar algo ao que já rezamos. Eis algumas sugestões: a Via-sacra às quartas e sextas-feiras; rezar um salmo por dia, durante toda a Quaresma ou mesmo rezar o saltério todo até o Sábado Santo; tomar o Evangelho de São Marcos e lê-lo todo; ou o Livro do Êxodo ou Deuteronômio.

(2) A penitência. Deve ser, sobretudo, penitência corporal, ligada à renúncia de alimentos. Exemplos: retirar os lanches ou a sobremesa; retirar alguma alimentação de que se gosta muito, etc. Há outras mortificações que se podem fazer: retirar novelas, alguma diversão, alguma coisa supérflua…

(3) A esmola. Aqui, trata-se da caridade fraterna nas suas mais diversas formas: visitar um doente, aproximar-se de alguém de quem se está afastado, ajudar material, espiritual ou psicologicamente alguém necessitado, ser mais atento à prática da esmola, sobretudo atendendo bem àqueles que batem à porta de nossa casa, etc

(4) A leitura espiritual. Não se deve passar este tempo sem ler um bom livro, que afervore o nosso coração. Gostar de santas leituras é instrumento muito eficaz no caminho para Deus. Escolha um livro que o ajude na vida espiritual e leia-o durante os dias quaresmais.

(5) O combate dos vícios. Vício ou demônio são os maus hábitos que contraímos e impedem nosso coração de voar para Deus. Escolha um de seus vícios principais e combata-o nesta Quaresma. Aprenda a conhecê-lo: como e por que se manifesta? Quais sentimentos deixa em mim? Como combatê-lo? De que ocasiões devo fugir para evitá-lo? Suplicar a ajuda do Senhor na oração.

(6) A confissão sacramental. Antes da Páscoa, procure fazer um exame de consciência bem feito e amplo e confesse seus pecados.

Então! Prepare bem o santo tempo quaresmal que vai começar para que sua Páscoa seja efetivamente proveitosa e você possa celebrá-la com todo o seu coração, na verdade, da sua vida! Uma participação na celebração litúrgica que não modele a nossa vida é uma participação capenga e falsificada…

Dom Henrique Soares da Costa
Bispo de Palmares


Fonte: Dom Henrique Soares da Costa.
Foto:  Diocese São José dos Campos.