Palmares, 19 de maio de 2024

Coração De Homem, Coração De Deus

19 de junho de 2020   .    Visualizações: 601   .    Palavra do Bispo

Hoje a Igreja celebra o Coração de Jesus. É uma festa de sentido belo e profundo.

Na Sagrada Escritura, a palavra coração (lev ou levav), indica o íntimo do homem, o núcleo mais profundo de sua consciência. Dizer coração é dizer a personalidade, a consciência, os sonhos, os sentimentos, os pensamentos, a liberdade e as decisões de alguém; é dizer “eu”. Coração, no sentido bíblico, é muito mais do que coração no nosso português corrente, que indica somente sentimento, afeto.

Coração de Jesus significa, então, a personalidade humana do Salvador: Sua consciência humana, Seus pensamentos, Seus sonhos, Seus projetos, Seu amor, Seus sentimentos, Suas solidões e lutas – tudo quanto o Filho de Deus feito homem viveu humanamente por nós e como nós.

Assim, olhando o caminho humano de Cristo, Sua aventura entre nós, iniciada no ventre da Virgem e terminada na Cruz, nós podemos descobrir de modo humano o Coração do próprio Deus. Isto mesmo: o Coração de Cristo é Coração de homem e, ao mesmo tempo, revela o Coração do Pai!

O que descobrimos nesse Coração? Doçura, amor, compaixão, misericórdia, capacidade de se comover, abertura para as misérias e dores alheias. Portanto, contemplar o Coração do Cristo Jesus é descobrir o quanto o nosso Deus é amor, ternura e piedade. Daí o convite do próprio Jesus: “Vinde a mim; aprendei de mim: eu sou manso e humilde de coração! Achareis descanso para vossas vidas!” (Mt 11,28). 

A melhor imagem para compreendermos o mistério do Coração de Jesus é a do Cristo crucificado, morto, com Seu lado traspassado, do qual vertem a água do Batismo e o sangue da Eucaristia. A imagem é forte: uma vida entregue totalmente por amor, que abre o Coração para nos agasalhar e nos saciar com a graça dos sacramentos, dando-nos Vida sempre nova. Eis, no Coração de Jesus, nosso Senhor: um Deus que Se esgota por amor, sem jamais desistir de amar e dar Vida! Deus surpreendente, esse que Se manifesta no Coração do Salvador!

Num mundo estressado, que nos faz tantas vezes experimentar o desamparo, o desânimo, o medo e a incapacidade ante os desafios da existência, aprendamos a nos refugiar naquele Coração, lado aberto, traspassado por nosso amor! Basta de prepotência! Basta de autossuficiência! Basta de pensarmos que nos bastamos a nós mesmos e podemos ser felizes sozinhos, prescindindo do amor de Deus! Seja o Coração de Cristo o nosso modelo de verdadeira humanidade; seja o nosso refúgio, seja o nosso amparo, seja o início da nossa alegria de ter um Deus-amor na terra que será nosso Deus-descanso no Céu!

Jesus, manso e humilde de coração, fazei o nosso coração semelhante ao Vosso!

Dom Henrique Soares da Costa
Bispo de Palmares


Fonte: Visão Cristã