Palmares, 22 de julho de 2024

Como vigia esperando pela aurora

18 de fevereiro de 2020   .    Visualizações: 631   .    Palavra do Bispo

“Felizes os empregados que o senhor encontrar acordados quando chegar… E caso chegue à meia-noite ou às três da madrugada, felizes serão, se assim os encontrar” (Lc 12,37s).

No Evangelho, o Senhor nos convida à vigilância. Ele virá. Virá na hora bendita da nossa morte, virá no fim dos tempos para manifestar plenamente a Sua glória e o Seu juízo sobre toda a história humana…

O cristão é um caminheiro, um peregrino, que avança entre as tentações do mundo e as consolações de Deus.

Às vezes nos cansamos. Parece que o Senhor está tão ausente, parece que demora tanto, parece nem ver a bagunça do mundo e da nossa vida. O mal prospera, a Igreja é perseguida e humilhada, as divisões e incertezas são semeadas pelo Maligno, nossas fraquezas nos acossam.

Onde está o Senhor? Por que demora? Por que não manifesta logo o poder do Seu braço? Por que parece tão longe?

A resposta do Senhor é clara: “Vigiai! Eu virei em breve!”

Quando? “Vigiai!”

Sua Vinda pode dar-se pelo início da noite deste mundo, ou à meia-noite ou na madrugada… Não sabemos; não há como calcular! “Vigiai!” Feliz o servo que o Senhor encontrar acordado, atento, fiel, vigilante… – Por Ele espera: Seu Dia vem! Tem coragem, o Senhor Jesus já vem; vem vindo sempre, tão discretamente… E virá, no Dia final!

Dom Henrique Soares da Costa
Bispo de Palmares


Fonte: Visão Cristã