Palmares, 28 de junho de 2022

As antífonas Ó – Ó Sabedoria

17 de dezembro de 2020   .    Visualizações: 201   .    Palavra do Bispo

Ó Sabedoria,
que saístes da boca do Altíssimo,
atingindo de uma a outra extremidade
e tudo dispondo com força e suavidade;
vinde ensinar-nos o caminho da prudência!

São Paulo afirma que Jesus Cristo é a Sabedoria de Deus (cf. 1Cor 1,24) e o próprio Senhor Jesus chegou a apresentar-Se como a Sabedoria que é reconhecida pelos Seus filhos (cf. Lc 7,35). De fato, toda esta antífona, de profunda teologia, parte desta certeza.

Depois, desenvolve o tema inspirando-se nos livros sapienciais, que nos apresentam a Sabedoria criadora. Para os cristãos, Jesus, nosso Senhor, é esta Sabedoria, através da qual desde o princípio tudo foi criado e tudo é conduzido.

Eis alguns textos da Escritura que serviram de inspiração para a nossa antífona. São textos referentes à Sabedoria que, para nós, cristãos, é o Cristo Jesus:

“O Senhor me formou, primícias de Sua obra, de Seus feitos mais antigos. Desde a eternidade fui estabelecida, desde o princípio, antes da origem da terra. Quando os abismos não existiam, Eu fui gerada, quando não existiam os mananciais de água. Antes que as montanhas fossem implantadas, antes das colinas, Eu fui gerada; Ele ainda não havia feito a terra e a erva, nem os primeiros elementos do mundo. Quando firmava os céus, lá Eu estava, quando traçava a abóbada sobre a face do abismo… Eu estava junto com Ele como o mestre-de-obras, Eu era o Seu encanto todos os dias, todo o tempo brincava em Sua presença: brincava na superfície da terra, e Me alegrava com os homens” (Pr 8,22-31). 

“A Sabedoria faz Seu próprio elogio: ‘Saí da boca do Altíssimo e como neblina cobria a terra. Só Eu rodeei a abóbada celeste, Eu percorri a profundeza dos abismos’” (Eclo 24,1-5). 

“Os ingênuos venham aqui; quero falar aos sem juízo: Vinde comer do Meu pão e beber do vinho que misturei. Deixai a ingenuidade e vivereis, segui o caminho da inteligência” (Pr 9,4-6). 

Pois, bem, eis a surpresa! Eis o inesperado: esta Sabedoria infinita, inesgotável e eterna nascerá de Maria Virgem como uma criancinha que sequer pode falar! É por ela que a Igreja hoje suplica humildemente. Quem se abre para acolhê-La descobre o sentido da vida e vive uma existência na verdadeira prudência, sabendo chamar o certo de certo e o errado de errado, porque adquire a capacidade de ver e avaliar tudo com os olhos da Sabedoria de Deus, o Cristo Jesus!

Vem, vem com Tua luz, ó Senhor Jesus!

Dom Henrique Soares da Costa
Bispo de Palmares (PE)


Fonte: Visão Cristã
Foto: One World Story